Retinografia fluorescente

Trata-se da realização de fotografias da retina (fundo de olho) com com a necessidade de injeção de contraste intra-venoso (fluoresceina sódica – não contém iodo) e dilatação da pupila com colírios. Mesmo sendo um exame invasivo, pois necessita de injetar medicamentos intra-venosos, possui uma margem de segurança satisfatória, sendo raras as reações adversas, porém poderão ocorrer reações alérgicas.

Sempre haverá um periodo de eliminação do contraste através da urina que ficará de coloração amarela escura por 12 a 24horas. A pele também adquire uma tonalidade amarelada durante o periodo de eliminação.

UTILIZAÇÃO: Avaliar a circulação retiniana e NO e modificações anatômicas da retina.